Uniforme é EPI? Entenda a diferença entre vestimenta e uniforme

Uma dúvida comum entre muitos profissionais é se uniforme é EPI (Equipamento de Proteção Individual ). Os uniformes profissionais não são considerados EPIs, na medida em que são utilizados apenas para tornar o ambiente organizacional mais arrumado e estampar a marca da empresa. Como em escritórios e comércios. Nesse caso, o uniforme não precisa de CA (Certificado de Aprovação). 

Enquanto, de acordo com a norma regulamentadora de Equipamentos de Proteção Individual nº 6, o que se consideram EPIs são as vestimentas. Esses são trajes utilizados por trabalhadores com exposição à riscos. Como por exemplo, acidentes de trabalho e agentes nocivos à saúde como uma forma de proteção durante a jornada de trabalhado. 

Leia também: Uniformes operacionais: saiba mais sobre a importância do seu uso.

Pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a Norma Regulamentadora nº 6 considera EPI “todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho”.

Deveres do empregador 

Mesmo que o uniforme profissional não seja uma vestimenta de segurança, se for uma exigência no ambiente de trabalho é de responsabilidade do empregador fornecê-lo, bem como orientar sobre a sua manutenção. 

Para os EPIs o mesmo se aplica. É dever do empregador fornecer todos os equipamentos de segurança para os colaboradores, orientar e treinar sobre o uso adequado e conservação. Bem como substituir imediatamente as vestimentas e demais itens de segurança quando forem danificados. 

Deveres do colaborador 

Mas, de nada adianta o empregador fornecer todos os equipamentos de segurança necessários se eles não saírem do armário. Não é mesmo? Por isso, é responsabilidade do profissional sempre usar todos os equipamentos de segurança de forma correta. Essa é uma segurança para a própria vida e bem-estar do trabalhador. 

O que garante a idoneidade dos EPIs?

É o Ministério do Trabalho e Emprego que regulamenta o uso das EPIs. Mas o que garante que esses equipamentos cumprem sua função da hora de proteger o trabalhador? É a partir do Certificado de Aprovação (CA) que isso é testado e aprovado.

Os produtos de confecções e fábricas passam por uma série de testes. Estes são empregados para testar a resistência e simular a aplicação na rotineira do exercício profissional e situações de emergência em que o item precisa proteger o trabalhador. 

Os testes também são realizados para fazer  comparações entre diversos fornecedores. Assim, o empregador consegue ter uma ideia geral da eficiência dos produtos. Além disso, pode comparar um produto e o outro para escolher a marca que melhor atenda às suas necessidades. Vale lembrar que todos os produtos disponibilizados no mercado devem ter o CA. 

Vestimentas Serfer 

Agora que você já sabe que tipo de uniforme é EPI e a regulamentação desses trajes, que tal investir no da sua empresa com uma marca de tradição? Há 22 anos atendendo todo o Brasil, a Serfer tem uma vasta linha operacional com vestimentas e uniformes profissionais para equipar seu time de profissionais com peças personalizadas, com qualidade e a segurança necessária para as diversas atuações profissionais. 

Entre em contato com o nosso setor comercial no botão abaixo e conheça os produtos Serfer.

Faça seu orçamento